quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Smartphone sempre na mão


Imprescindível. O telemóvel tem de estar sempre à mão nas nossas viagens diárias. Não vá caír alguma mensagem ou não ler as mensagens de "bom dia natureza" no facebook dos amigos. E claro que serve sempre de escapatória a uma conversa mais chata com alguém. Ou não querer pensar em mais nada que um jogo de bolinhas a caírem.
Neste desenho o tipo que falava com o telemóvel na mão ia dando sempre uma olhadela para o dito enquanto gesticulava muito e tornava o meu desenho mais díficil de concretizar.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Originais do "Lisboa por/by Urban Sketchers"


Na passado dia 23 de Outubro foi feito o lançamento do livro "Lisboa por/by Urban Sketchers" na loja do Museu de Marinha e com o apoio desta. Uma parceria da Editora Zest com os Urban Sketchers Portugal.
O livro está lindo, com os desenhos de 45 autores sobre a cidade de Lisboa, dos locais mais turísticos aos menos conhecidos e quase secretos. Participo com 2 desenhos que foram seleccionados há mais de um ano. Agora apresento aqui os originais dos desenhos publicados e como ficaram no livro.










terça-feira, 20 de outubro de 2015

Urban Sketchers Portugal no Museu de Marinha - Encontro 87



Em dia de chuva veio mesmo a calhar um encontro de desenho num local resguardado. O Museu de Marinha tem muito por onde desenhar, apesar de algumas peças não terem iluminação suficiente para os detalhes. No meio de miniaturas de barcos, galeões e caravelas, comecei por desenhar as fardas da Marinha do século XVIII. E depois tirei algumas fotos de desenhadores em acção:










O tempo passou a correr e às 17h00 apareceu o vigilante para encerrar a exposição.               Saímos para a cafetaria do museu onde enchemos algumas mesas com o resultado do encontro. Desenhos de barcos, fardas, objectos, subsmarinos... Um pouco de tudo e a sensação de o tempo ter passado a voar.

Ainda fiz um desenho da varanda em pleno pavilhão das galeotas, com uma vista sobre magníficos exemplares em toda a sua imponência. Gostei muito do encontro e este local promete muitas visitas para desenhar muito mais.





sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Travessa do Loureiro - Lisboa


Dia de céu azul em Outubro e uma pausa na hora de almoço para conhecer mais recantos perto do trabalho. Junto ao Instituto de Oftalmologia Dr. Gama Pinto, encostado a uma das portas, apanhei este edifício na Travessa do Loureiro. À janela uma mulher estendia a roupa e conversava com algumas conhecidas. Ainda olhou desconfiada para mim, mas já não fui a tempo de a desenhar.
Uma rua de sentido único onde passam táxis a grande velocidade para deixar pacientes no Instituto, no cruzamento com a Rua do Passadiço. Recantos desta cidade que ainda tem roupa estendida à janela e até uma caixa de cerveja à espreita. 

Os dedinhos


Nesta travessia de barco, estava ao pé de mim um homem a ouvir música com uma postura mesmo relaxada. Achei piada aos dedos no braço da cadeira e foram os primeiros a serem desenhados. Considerando que ainda levava a gravata colocada, o casaco ao colo e a mala ao lado, possivelmente seria a música que o descontraía e lhe dava um aspecto de quem chega ao final do dia fatigado e precisa de não pensar em mais nada. Esperei que começasse a tamborilar o ritmo da música com os dedos, mas não sucedeu.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Selecção Nacional no Café


Ontem lanchava num café com a família e nem me lembrava que era dia do jogo Sérvia-Portugal. Já estávamos apurados, por isso o jogo era mais para utilizar outros jogadores e manter a senda de vitórias. Não ligo muito ao futebol, mas gosto de ver os campeonatos da Europa e do Mundo. Prefiro uma tarde de Mundiais de Atletismo.
O ambiente no café estava calmo e as pessoas viam com alegria de festejar os golos sem pressão. Quando acabei o desenho, ganhávamos por uma bola e o jogo terminou com a nossa vitória por 1-2.
Aproveitei os lápis com que a minha filha estava a desenhar noutro caderno e colori mesmo antes do apito final. Falta o sorteio para o campeonato em França no próximo ano.

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Vivemos momentos históricos!


Vivemos momentos históricos. Factos que julgávamos tradicionais, começam a mudar.
Já voto há alguns anos e achei esta eleição diferente. Parece como uma tempestade perfeita. Os resultados saíram como esperava, nisso o povo é tradicional, mas são as opções que vamos vendo sobre possíveis governos e coligações que pensávamos nunca existir.
Quando leio que o PCP poderá viabilizar um governo PS, isso é histórico.
O candidato presidencial do PCP é um ex-padre, isto é histórico.
A Alemanha está a perder o desequilíbrio com o caso Volkswagen e poderá ter grandes problemas na Economia. Uma empresa desta dimensão a fazer trafulhice nos motores... isto é histórico!
A Rússia já anda a bombardear a Síria, com a Turquia, o Irão e os EUA na mistura. Espero que este assunto não evolua para pior e se torne histórico. Devem querer confusão para fazer subir o preço do petróleo.

Enquanto isso vou desenhando o quotidiano nas travessias, vejo o pessoal descontraído e a pensar em assuntos mais ligeiros. Aproveitemos estes últimos dias de "Verono".