quarta-feira, 25 de maio de 2016

Encontro de Desenho no Marvão


Um belíssimo encontro de desenho com os Urban Sketchers, Évora Sketchers e alguns alunos do politécnico de Portalegre. O organizador, Eduardo Salvador, deixou-nos à vontade e benvindos à vila do Marvão. Uma vila linda e que nos faz desenhar e desenhar.

Soube muito bem andar pelas ruas, ver um sketcher a registar os detalhes no caderno, as conversas, a boa companhia e ainda tivémos sorte com o bom tempo.

Começámos no castelo, com algum vento e muita bicharada que caíam nas aguarelas. Ao almoço, ver os cadernos dos outros, comentar e desenhar os companheiros de mesa.


À tarde mais uns desenhos, algum calor e no café enquanto refrescava com um capilé, desenhei o grupo de Portalegre. No Centro Cultural, juntámos todos os cadernos e a foto de grupo. Um fim de semana que apetece repetir mais vezes. Agradecimentos às pessoas do Marvão e em especial ao Eduardo Salvador, que no dia seguinte nos levou a conhecer o seu projecto na antiga estação ferroviária Marvão-Beirã.


O grupo (foto do Eduardo):




terça-feira, 17 de maio de 2016

Workshop de desenho na Biblioteca da Trafaria - resultados

No passado sábado, 14 de Maio, eu e a Rita Caré orientámos um workshop na Biblioteca da Trafaria com a utilização de Agendas de secretária, novas mas de anos anteriores, para desenho.


Depois de explicarmos a função do diário-gráfico e sobre a comunidade Urban Sketchers, passámos aos exercícios. A Rita arrancou com um exercício de "desenho cego".



Foi utilizado uma maquete de uma embarcação, cujo autor se encontrava presente no workshop para treinar o desenho. O Sr. Carlos Santos achou o exercício mais complicado, mesmo desenhando um objecto fruto da sua paixão.




O exercício que propus foi de composição com tudo o que pudessem encontrar numa biblioteca, com os livros, as estantes e as pessoas. Da libertação dada pelas agendas, os formandos estavam sem pressão a desenhar folhas e folhas. Alguns dos resultados finais: 


Os agradecimentos à Mariana e à Sandra, da Biblioteca da Trafaria e o apoio da Junta de Freguesia da Trafaria. É sempre com muito agrado que participo e divulgo o prazer de desenhar. Algumas das fotos são do César Caldeira que podem ser vistas AQUI.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Workshop e Encontro de Diários Gráficos na Trafaria, Almada

No dia 14 de Maio de 2016, a Trafaria será cenário de um dia de urban sketching em diários gráficos. De manhã será organizada uma oficina de desenho em agendas novas, mas inutilizadas. Funcionarão como diários gráficos. À tarde será organizado um encontro livre de diários gráficos pelas ruas da Trafaria. 

PROGRAMA

10h-13h | Workshop de Desenho em Agendas na Biblioteca da Trafaria - Espaço Cultural da Junta da União das Freguesias de Caparica e Trafaria, orientado pelo autor deste blogue e pela Rita Caré 
Para todos, a partir dos 10 anos
Inscrição obrigatória para: biblioteca_trafaria@jf-caparica-trafaria.pt | 212956407
Morada: Biblioteca da Trafaria - Mercado Municipal da Trafaria, Largo da República, Trafaria-Almada

14h30 | Encontro de Diários Gráficos na Trafaria - Participação livre
Ponto de encontro à porta da Biblioteca da Trafaria

14h45 – Percurso livre pela Trafaria 

Sugestões: desenho do edifício do Mercado Municipal da Trafaria, Igreja da Trafaria, Avenida Bulhão Pato, Cais da Trafaria, etc.

17h00 – Encontro no Largo do Cais da Trafaria para partilha de cadernos

Mais informações AQUI em jpg e pdf

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Workshop no Parque Hortícola do Vale da Amoreira - Resultados


A convite do Município da Moita, orientei um workshop de desenho em diário-gráfico no novo Parque Hortícola do Vale da Amoreira. Com o apoio da Paula Silva da àrea ambiental da Câmara, ficámos a conhecer algumas das variedades hortícolas e dos objectivos do projecto.

Um grupo motivado. Caderno e marcador Artline 0.3 para cada um experimentar desenhar. Para muitos era o início de uma nova aventura, mas niguém se esquivou a desenhar.

O primeiro exercício era sobre a figura humana no seu contexto. Tivémos sorte com algumas pessoas resistentes ao calor que se fazia e que colhiam as vagens de ervilhas.


Fiz alguns desenhos para demonstração do exercício. Os gestos da D. Lina eram repetidos, o que facilitava o desenho. Perguntei ao Sr. Carlos, sobre o tipo de ervilha que estava a colher. Mais pequena e saborosa, lá ia enchendo um balde ao seu lado. Muito prestável para questões.


Depois apresentei outro exercício que consistia em colorir primeiro e depois passar o traço do marcador. Os diversos legumes prestavam-se a este desafio. O grupo achou este mais fácil, já que os legumes não se mexiam. 


Algumas fotos enquanto ia acompanhando os sketchers um a um. A tarde estava muito boa. Corria uma aragem e as hortas estavam bem viçosas e verdes.











 





No fim de cada exercício, a troca de impressões com a discussão das dificuldades e pontos fortes.


E no fim a tradicional foto de grupo. Gostei muito do espírito, da motivação de todos eles e que me dão muita energia e vontade de continuar.