sexta-feira, 29 de maio de 2009

Ginásios, fruta da época!

O ginásio onde vou, anda insuportável com tanta gente. O calor a apertar e a clientela a subir. Porque só se lembram de fazer exercício físico nesta altura. Ainda por cima têm de fazer contratos anuais. Esta é a altura de fazer as dietas, correr nas passadeiras que nem loucos (gostam pouco de bicicletas e das máquinas de remo) e encher os balneários. A imagem torna-se o mais importante, os espelhos e as balanças vão ficando gastos do uso. Encontrar um cacifo torna-se um problema e arranjar um espaço para mudar de roupa um desafio. Toalhas, sacos, ténis, tudo tem de caber naquele pequeno espaço. Levamos com o desodorizante do tipo que está ao lado e pedimos licença para nos sentarmos onde estava uma toalha molhada. Quando termina alguma aula é ainda pior. A espera para o duche, os lavatórios ocupados com gente a fazer a barba, pentear, pôr cremes, olhar para a barriga que se mantém fiel à gordura e à procura de definição nos biceps. Com esforço e luzes adequadas, todos parecem atletas.
O ginásio é também uma passerelle. Há que ver e ser bem visto. Calções e tops sensuais e nada de t-shirts a fazer anúncios a tintas ou restaurantes nas costas. Há uma estética que cada ginásio cultiva. Muito suor a escorrer, uns olhares mais demorados e o pessoal se desconcentra a contar as repetições. As passadeiras continuam ocupadas e há que andar de olho no "Leg curl" ou no "Upper back". Mais um dia de suor e de nos queixarmos do peso extra.
Até ao verão, o trabalho é no ginásio. Depois... depois é praia, cerveja, marisco e gelados.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Começa hoje...


Hoje é o primeiro dia da 5ª edição do Festival Islâmico de Mértola. De dois em dois anos, a vila acolhe a cultura árabe numa festa de côr, música, cheiros e sabores. Eu vou estar lá, este fim-de-semana.

terça-feira, 19 de maio de 2009

Viagem ao Pocinho

Uma viagem singular! O passeio de comboio ao longo do Douro até à estação do Pocinho.
No primeiro dia de Maio, o sol espreitou, o céu clareou e o calor fez companhia numa viagem que sai da estação de S.Bento, no Porto, até à aldeia do Pocinho.
Não pensava que este transporte fosse tão utilizado. Ainda bem que o é, porque a paisagem merece ter uma "plateia" composta.
Foi um dia bem passado para dezenas de famílias com o farnel a postos para irem à Régua, ao Pinhão, ao Tua e até ao fim, como nós.
Esta é uma linha que nunca deveria ser encerrada. A beleza do rio Douro, a arquitectura das estações, toda a boa disposição na viagem, proporcionam um dia pleno.
Espero que a linha reabra até Barca d'Alva e a outra, até Miranda do Douro.
Ao comboio de 3 carruagens da linha regional, juntam-se mais 3 carruagens, na Régua, exclusivas para os turistas que sobem o rio de barco.
Pelo menos uma vez na vida, o português deveria fazer esta viagem. Não é uma peregrinação, mas há alguma coisa que nos toca na alma.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Diários Gráficos na Feira do Livro

Na sexta à tarde passei na feira do livro de Lisboa. Estava uma tarde de sol e que nestes últimos dias parecem ter virado do avesso. Fui ver a apresentação de uma forma de viajar através do desenho. Na praça central, 4 pessoas que têm dado força ao desenho diário e que o blog trouxe nova força a nível mundial. Recomendo a visita aos Urban Sketchers. Duas das pessoas que surgem na foto, Eduardo Salavisa e Mónica Cid, apresentaram esta forma de desenho rápido e de intimidade, própria de um diário pessoal. Tivémos ainda oportunidade para conhecer o José Louro e o Pedro Cabral. Falaram sobre os seus percursos, a forma como se conheceram no espaço dos blogs e a motivação para continuarem a desenhar estes esboços em viagem e em momentos de pausa e descontracção.
Tinha um exemplar do Livro "Diário de Viagem" coordenado pelo Eduardo Salavisa e que tive oportunidade de pedir um autógrafo a cada um. A Mónica Cid, acrescentou um pequeno desenho.
Ficou no ar um passatempo. Foram distribuídos cadernos para quem quisesse desenhar sobre o tema da Feira do Livro. A entregar no stand da Quimera até ao dia 13.

Fotos daqui e daqui.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Vasco Granja "Koniec"

Recebi a notícia da morte do Vasco Granja. Grande divulgador da Banda Desenhada e do cinema de animação nos anos 70 e 80 na RTP. Lembro-me de ver nos programas dele, os filmes de animação da Europa de Leste e do Canadá. Estávamos habituados a ver a animação norte-americana e achava as restantes mais aborrecidas. Mas, hoje, vejo que toda essa divulgação fez muito pelo imaginário de várias gerações de jovens.
Fica aqui a minha homenagem a este homem com uma vida bem vivida no que sempre gostou de fazer. Koniec.