segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Terreiro do Paço - Barreiro


No passado dia 25/01/2017 um acidente com um dos ferrys que faz a travessia Lisboa-Barreiro, numa manhã de muito nevoeiro, enviou o "Antero de Quental" (os ferries têm todos nomes de escritores) para o estaleiro e assim ficámos com menos um operacional. Tenho apanhado em alguns horários barcos mais pequenos que normalmente fazem a travessia entre o Seixal e Lisboa. Estes apenas levam cerca de 200 passageiros em relação aos maiores que têm uma capacidade de 600. Neste dia não arranjei lugar, mas aproveitei para desenhar o ambiente. A rapariga de frente topou o que eu estava a fazer, mas não se mexeu. Talvez do cansaço do dia.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Para lá e para cá. No Tejo.


Num dia em que a carreira das 09h00 foi efectuada por um barco do Seixal (Transtejo) para a travessia Barreiro-Lisboa, a passageira à minha frente agarrava as malas por causa do balanço da ondulação em pleno Tejo. 


No barco das 18h20, vindo de Lisboa, uma senhora tricotava e restantes passageiros agarrados ao telemóvel. O desenhador presente nos 2 desenhos - apeteceu aparecer. Com este desenho terminei mais um caderno (A6 - Canson Artbook one).