"Viagens" na Bertrand do Chiado

Na quinta-feira passada passei pela Bertrand do Chiado para assistir a um encontro da revista Ler. O tema era "Arte da viagem: os livros como passaporte" com o José Eduardo Agualusa, a Maria Filomena Mónica, o Paulo Moura e com moderação da Anabela Mota Ribeiro. Sala composta que se foi tornando mais quente em ambiente e na discussão.
Falou-se nos livros de cada um, nas experiências, algumas histórias curiosas até chegar ao cerne da questão  - as viagens. Partir à descoberta ou partir para o conhecido? Da minha parte, reconheço-me mais com o Agualusa e o Paulo Moura que gostam de conhecer outras culturas e outras linguagens. A Maria Filomena Mónica viaja mas com uma grande preparação e pesquisa bibliográfica. E também para o mundo mais próximo da cultura ocidental. Cada um tem a sua forma de "viajar" e é isso que torna tão agradável ler sobre os mais diversos autores. As opiniões divergiam e tornaram o encontro mais dinâmico.
Gosto sempre da altura que chega às perguntas do público. Aqui voltou a aparecer um senhor (há sempre um assim) que se gosta de se ouvir falar e em jeito de questão fez uma retrospectiva sobre a sua vida e a sua paixão pela tauromaquia, até ser interrompido para dar lugar às verdadeiras perguntas colocadas por outras pessoas.
Consegui fazer um pequeno desenho dos intervenientes (as minhas desculpas ao Paulo Moura pelo desenho dele, mas estava de pé e sem apoio para o caderno) e que me deu um certo gozo em complemento com um tema que adoro ouvir e conversar.

Comentários

Eduardo Salavisa disse…
Se soubesse tinha lá aparecido. Gosto muito do Agualusa e das pequenas crónicas do Paulo Moura