quarta-feira, 30 de setembro de 2009

"O dia em que a baixa de lisboa deçapareceu"


Em altura de eleições autárquicas coloco aqui uma BD sobre Lisboa. Vamos ver como a campanha António Costa vs Santana Lopes decorre.

O italiano Giorgio Fratini também é um apaixonado pela cidade e este pedaço de imaginação, mostra bem isso. Já havia referido este autor num post anterior. Gosto muito dos desenhos dele, especialmente os edifícios.

Podem admirar mais trabalhos aqui.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

A Mafaldinha é que percebe!

Hoje faz 45 anos que surgiu a pequena Mafalda do ilustrador argentino Quino. Mafalda, a contestatária, a voz da razão e das pessoas que pensam um pouco sobre a realidade que está à sua volta e se interrogam constantemente sobre isso.
Tudo isto para falar sobre o comunicado do PR de hoje e os consequentes comentários dos partidos e dos analistas políticos. Acho que devem estar a gozar com o pessoal que põe a cruz no boletim de voto! Tudo por causa de 2 notícias que saíram no Verão.
Sei que os jornais vão tendo dificuldade em vender e que há falta de notícias bombásticas, mas não é assim que chegam ao seu público. Muitos, no qual me incluo, preferem ler as notícias na Internet e que são colocadas gratuitamente. Claro que são apenas umas achegas e que o desenvolvimento vem só na edição impressa. Mas, quem tem tempo para ler toda a notícia? Ficamos muito bem com os resumos que informam pouco, mas o interesse por elas tem o mesmo tamanho. Assim se criam casos que aparecem na imprensa e que apenas alguns conseguem entender. Não sei o que sucederá aos jornais diários generalistas, mas não vejo que durem muito tempo, a trabalhar desta maneira. Ou assumem os nichos de mercado - política, economia, desporto, cultura... ou estão condenados a auto-asfixiarem as suas vendas.

Por hoje já chega de política. A televisão nos vários canais já me parece estar em "loop"...


Parabéns Mafaldinha! És mais inteligente que muitos.

Retirei a imagem daqui e a respectiva tradução:
- Os jornais! … Os jornais inventam a metade do que dizem! – afirma Libertad.
- E ainda por cima os jornais não contam metade das coisas que acontecem. O resultado dessa soma é que os jornais não existem! – completa.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Colagens

Já pendurei este quadro na parede. Passei para o papel algumas das imagens que tenho de viajar. Alguns desenhos feitos por mim e umas colagens segundo o antigo método de decorar dossiers da escola. O quadro é um incentivo, uma motivação para continuar a desenhar, viajar e exprimir o que me vai na cabeça. Agora foi isto que saiu.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Mestre Malangatana

Ontem assisti à inauguração do elemento escultórico do mestre Malangatana no Barreiro. A festa teve um toque especial do mundialmente famoso artista plástico, com a voz ao lado do Coral TAB, em 2 interpretações de canções moçambicanas. Até arrepiou e não foi só do fresco da noite.
O mestre tem uma voz poderosa que canta com alma e amor. O discurso dele falou de amor e amizade e recordou que este elemento pertence aos dois países - Portugal e Moçambique.


Foto daqui.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Ler é factor de risco da gripe A

Todos os dias vemos avisos sobre a gripe A, estatísticas nos telejornais, medidas de prevenção e mais coisas que enjoam tanto como as campanhas eleitorais. Concordo com algumas das medidas de prevenção. Tenho visto os desinfectantes nos centros comerciais junto dos restaurantes e fica muito bem às pessoas lavarem as mãos depois de usarem o wc, mas esquecem-se de muitas situações que podem ser de risco.
Vejo automobilistas que entram nas garagens públicas com o cartão de pagamento na boca, assim que o tiram na entrada. Outros que levam o passe na boca, enquanto se preparam para fechar a mala e passarem o dito pela máquina.
Uma situação que é muito perigosa é Ler. Ler é perigoso? Sim, para quem vira as páginas de livros e jornais com o dedo húmido da língua. Observei outro dia um exemplo desses com um jornal desportivo. O indivíduo folheava as páginas satisfeito com as vitórias do Benfica e levava o dedo à boca para voltar a folhear. É um hábito que detesto, mas para quem tem o vício fica mais um aviso. Lembro-me sempre de algumas cenas do "Nome da Rosa" e os dedos negros dos assassinados.
Vai ser por pouco tempo. Lá para o próximo verão ninguém se vai lembrar dos avisos. As gripes hão-de ser outras.

Foto: "O Nome da Rosa" com Sean Connery

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Viagem ilustrada

Hoje o jornal i, apresenta uma reportagem diferente. A viagem de João Catarino numa carrinha volkswagem, com excelentes ilustrações feitas pelo próprio e que dão uma perspectiva diferente das velhas estradas nacionais.
Este jornal continua a surpreender-me com temas pouco usuais no jornalismo diário. Os desenhos irão sair por vários dias e começa muito bem.