A Mafaldinha é que percebe!

Hoje faz 45 anos que surgiu a pequena Mafalda do ilustrador argentino Quino. Mafalda, a contestatária, a voz da razão e das pessoas que pensam um pouco sobre a realidade que está à sua volta e se interrogam constantemente sobre isso.
Tudo isto para falar sobre o comunicado do PR de hoje e os consequentes comentários dos partidos e dos analistas políticos. Acho que devem estar a gozar com o pessoal que põe a cruz no boletim de voto! Tudo por causa de 2 notícias que saíram no Verão.
Sei que os jornais vão tendo dificuldade em vender e que há falta de notícias bombásticas, mas não é assim que chegam ao seu público. Muitos, no qual me incluo, preferem ler as notícias na Internet e que são colocadas gratuitamente. Claro que são apenas umas achegas e que o desenvolvimento vem só na edição impressa. Mas, quem tem tempo para ler toda a notícia? Ficamos muito bem com os resumos que informam pouco, mas o interesse por elas tem o mesmo tamanho. Assim se criam casos que aparecem na imprensa e que apenas alguns conseguem entender. Não sei o que sucederá aos jornais diários generalistas, mas não vejo que durem muito tempo, a trabalhar desta maneira. Ou assumem os nichos de mercado - política, economia, desporto, cultura... ou estão condenados a auto-asfixiarem as suas vendas.

Por hoje já chega de política. A televisão nos vários canais já me parece estar em "loop"...


Parabéns Mafaldinha! És mais inteligente que muitos.

Retirei a imagem daqui e a respectiva tradução:
- Os jornais! … Os jornais inventam a metade do que dizem! – afirma Libertad.
- E ainda por cima os jornais não contam metade das coisas que acontecem. O resultado dessa soma é que os jornais não existem! – completa.

Comentários

Peter of Pan disse…
Grande Mafalda, grande Quino, pequeno Portugal.