Ai Portugal, Portugal

E prontos, acabou-se a festa da selecção. Agora é tempo dos casos, do que ficou por dizer, do que ficou mal explicado. Mas, é tempo de passar à frente. Quem gosta de bom futebol ainda vai ter bons jogos pela frente. Outros, aproveitem as férias possíveis. Para quem fica a trabalhar nestes dias que vão ficando mais quentes, nada como falar dos aumentos. Dos impostos, claro.


Andamos um pouco como o nosso guarda-redes Eduardo, a esforçarmo-nos para que o país se desenvolva e de vez em quando sentamo-nos e refletimos sobre a vida. Fazemos um esforço para não chorar.
Hoje, aumentam as taxas de IVA, os transportes públicos e pensamos se será tudo ou mais uma fase.
Tenho visto que a falta de uma liderança segura leva a mudanças de táctica e isso descontrola-nos. As auto-estradas SCUT começam grátis, depois pagam alguns, mais à frente pagam todos e agora estamos a pensar que isentamos os mais pobres e tudo isso é atirado para Agosto, que é o mês mais "anestesiado" que existe.
Assim, só vai dar problemas. Em vez de unidade, temos equipas diferentes. Muita discussão, muita insegurança e no fim ganha a Alemanha. Parece futebol, mas é o nosso país.

Estamos neste momento entalados entre decisões, entre lideranças. Vale a pena carregar baterias nuns dias na praia, uns petiscos com os amigos. Bons projectos e novos líderes precisam-se para aguentar o Outono e o Inverno.
Volto a meio de Julho.

Foto daqui.

Comentários