Gerações ou mentalidades

Ontem enviaram-me um texto do Mia Couto, chamado "Geração à Rasca - A Nossa Culpa". Estranhei que fosse dele, porque não me parecia o estilo e mesmo a postura. Ao final do dia descobri que apenas o nome do escritor foi acrescentado, talvez para dar alguma credibilidade. O texto e suas posições vem daqui.




Li o texto e é mais uma acha à fogueira das gerações. Quem são os culpados? Quem são as vítimas? Tenho lido muitas opiniões sobre o assunto e chego à conclusão que não podemos generalizar. Eu sou um pouco mais velho que a faixa etária que se assume à rasca, mas nestas coisas não se deve ver pelas idades, mas pelas mentalidades. Há em todas as gerações, pessoas que se distinguiram e que continuam a ser exemplos para todos, como também houve e continuará a haver pessoas que não se querem esforçar. É uma discussão que não tem fim e o futuro mais próximo só irá complicar. A descida da taxa da natalidade irá provocar ainda mais desigualdade, menos reformas, muito mais vagas nas faculdades e o desaparecimento dos tios, primos e sobrinhos. Com tanto filho único, teremos as gerações dos amigos. Tios e primos são para as famílias mais ricas e as mais pobres. 

Comentários

hfm disse…
Belo desenho! Qto ao texto não podia estar mais de acordo.
JASG disse…
Sim, bom desenho.