Número 32


Dia quente, hora de almoço. Aproveito a sombra de uma árvore e encostado a um muro registo o 2º andar de um edifício devoluto, o número 32 da Rua Cardal de São José em Lisboa. Janelas abertas, pombos que entram e aproveitam os beirais para descansar. A rua é tão estreita que à passagem de alguma viatura sou obrigado a ir até à esquina e esperar que ela passe. E enquanto desenhava passaram três. O colorido foi feito em casa, de memória.

Comentários

Miú disse…
A tristeza das casas abandonadas, aqui reconvertida em luz e cor!
Henrique Vogado disse…
Felizmente aqui neste bairro estão muitas a serem reabilitadas. Talvez esta também possa passar pelo mesmo. Faltou-me um gato em cima do muro.