Dorme-se no balançar do barco


Há dias em que é dificil manter a leitura de um livro. O balançar do barco na ondulação do Tejo embala-nos num sono curto e profundo. E fico de livro aberto e cabeça caída a dormir. Por isso pego no caderno de desenho e capto as outras sonolências que são embalados nesta Travessia.

Comentários

hfm disse…
Os teus desenhos estão a ganhar como que uma vida própria. gosto. Muito.
teresa ruivo disse…
Mais um para a escola nelsónica, que qualquer dia se chama "anti-chaise". Belo!
Henrique Vogado disse…
A certa altura cansa desenhar sempre a cadeira e opto por toda a gente a levitar. Gostei da "escola nelsónica" ;-)

Obrigado Helena. Há uns que parece que nem fui eu que os desenhei.