terça-feira, 6 de dezembro de 2016

O miúdo dos cromos


A semana passada, no Metro, reparei num miúdo com a avó. Tinha nas mãos os cromos de jogadores de futebol. Explicava à avó quem eram e os que já tinha repetidos. Penso que ela não deve estar a par das novas aquisições dos clubes da Liga principal portuguesa, mas ia comentando com o neto. Ele muito entusiasmado com as figuras e eu aproveitei para desenhar o conjunto familiar. Uma ligação geracional que é necessário fortalecer.

2 comentários:

Filipe Pinto disse...

Gosto muito da composição e também do "apanhado". A todo o momento acontecem à nossa volta pequenas cenas de grande significado.

Miú disse...

Nada como os ouvidos de uma avó! Que saudades!