Parar para observar

Andamos todos na discussão sobre o problema do país, da crise, dos políticos... Isso é uma coisa que os portugueses sempre fizeram bem - Discutir. Podemos passar horas a discutir um jogo de futebol ou em reuniões de condomínio, mas as decisões não aparecem. Falamos, falamos, falamos.


Lembrei-me disto por causa de uma crónica da Helena Matos, no jornal Público da passada quinta-feira, dia seguinte à votação do Orçamento de Estado.
A crónica a certa altura referia-se à visita do Presidente da China a Portugal este fim-de-semana, com uma estória sobre 9 portugueses que estavam presos na China em meados do século XVI.
A estória que surge no capítulo 115 do livro Peregrinação do Fernão Mendes Pinto, refere-se a 9 homens que estando presos não se lembraram de melhor que discutirem sobre quem "tinha melhor moradia na casa de el-rei nosso Senhor, se os Madureiras se os Fonsecas". É curioso como ainda mantemos o vício de arranjar discussões sem nexo com os problemas actuais à nossa volta.
Com o Porto x Benfica e o caso "Face Oculta", duvido que este fim-de-semana alguém se lembre da razão da visita do Presidente da China ao nosso país.
É melhor parar para observar e pensar no futuro.

Comentários

hfm disse…
Como o boneco principal do desenho que parece estar em grande observação. Mais um vez gostei mto do desenho e das palavras.
JASG disse…
Volto a referir: gosto bastante deste traço à BD.

Quanto ao texto, foram muitos anos amordaçados e agora os portugueses andam a recuperar o tempo perdido, embora eu ache que quem fala muito pensa pouco.

Hu Jintao vem ver se faz-nos o favor de comprar umas OT, já que o anterior ilustre visitante ficou com os "Magalhães", as casas pré-fabricadas e os "ferries" encalhados nas docas.

Parece que agora só temos crédito nestas "democracias".
JASG disse…
nem de propósito:
http://economia.publico.pt/Noticia/maior-banco-chines-negoceia-compra-de-dez-por-cento-do-bcp_1464628