Pedaços de viagem


Observo quem passa, como se conseguisse ler os seus pensamentos. Em plena travessia diária entre Lisboa e o Barreiro, capto alguns pedaços de viagem, especialmente ao fim do dia quando as pessoas estão mais descontraídas. De manhã prefiro ler um livro e adormecer com ele na mão, mas à tarde admiro a paisagem da cidade, a ondulação do Tejo e as pessoas que circulam no ferry.
Pequenos pormenores como os jogos nos telemóveis, as festas que se fazem no ecrân para passar algumas fotos, a pintura de unhas, o saborear de uma cerveja e a postura de quem vai de pé.
Hoje foi diferente, quando assisti a um exercício da marinha com 2 lanchas rápidas. Uma de cada vez fizeram um encosto no ferry durante uns segundos. Fizeram dos 2 lados do barco. Pude ver a expressão dos militares muito concentrados no trabalho e os passageiros a olharem para eles. Largaram o ferry e provavelmente fizeram o mesmo com o seguinte que seguia 5 minutos atrás.
São 20 minutos que dura a travessia, sempre com pedaços de viagem.

Comentários

Rosário disse…
Belos percursos de vida aqui registados!