Feira Medieval de Palmela


No passado domingo, o dia esteve solarengo e fomos ver a Feira Medieval no castelo de Palmela. Sempre um ambiente diferente, onde nos apetece beber um licor de bruxa ou um pão com chouriço dos frades. 

É engraçado como naquele ambiente nos apetece consumir e comprar uma espada ou um dragão em miniatura. Como se quiséssemos levar mesmo um bocado daquela boa disposição. Achei piada a uma barraca que vendia uma sangria de ginja num corno de barro. O corno tinha umas palhinhas e dava para pendurar ao pescoço. Muita gente andava com o corno ao peito. Fiquei a pensar que o homem não vende sangrias mas cornos. Qualquer pessoa podia beber num copo de plástico, mas não há nada melhor que bebê-la num corno. 
E é assim que se vende nas festas medievais. Não trouxe corno, mas soube-me bem um bolo do caco com chouriço e manteiga de alho.


E não podia faltar a animação de um cortejo e de um torneio. Sempre engraçado de ver, mas já estava um pouco cansado. A minha filha insistiu em ver os cavalos do torneio e ficámos até ao fim. Ainda deu para testar a rapidez no traço e conseguir captar os personagens do torneio. O colorido foi feito em casa.

Comentários