Último andar na Rua do Carrião


Uma pausa depois de almoçar deu para admirar o conjunto dos vasos com plantas e os andaimes no n.º 3 da Rua do Carrião, em Lisboa. Optei por desenhar o último andar e durante uns 20m fiquei de pescoço esticado para quem passava. 
Logo no começo, uma senhora saíu deste edíficio ao telemóvel. Viu-me e achou estranho. Foi descendo a rua a conversar e olhar para trás. Não sabia o que fazer para dar confiança de que não era algum fiscal, mas apenas desenhava. No fim ainda vi os operários a descerem dos andaimes, mas esses nem me ligaram.
Colori o desenho mais tarde.

Comentários