Joelhos nas costas


Ontem reparei em alguém que ia a jogar no tablet com as pernas nas costas da cadeira do passageiro da frente. A posição era cómoda para jogar sem ter de segurar no aparelho, mas imagino o que a pessoa da frente devia sentir nas costas.
Se todos nos puséssmos confortáveis nos transportes ou no cinema, haveria porrada de meia-noite. Ninguém gosta de ser incomodado na sua esfera individual e sentir o encosto de alguém estranho em nós é uma sensação de invasão.
Outro dia tinha um tipo a adormecer ao meu lado. Abriu as pernas e continuou a abrir até quase encostar na minha perna. Resolvi encostar a perna à dele e deu logo um saltinho e fechou as pernas. Não encostou mais. Há uns anos apanhei outro a adormecer no meu ombro, em pleno autocarro da Carris e foi só dar um toque de ombro e adormeceu para o outro lado.
Tenho lido notícias que nos aviões a situação chega a ser de polícia com o espaço já de si pequeno a ficar mais claustrofóbico quando o passageiro da frente de lembra de baixar a cadeira nas pernas do vizinho de trás. A solução só pode estar em fazer aviões com mais espaço, senão teremos sempre paragens forçadas.  

Comentários

JASG disse…
A Ryanair vai resolver isso colocando os passageiros a viajar de pé nas viagens, sem ser longo curso.
Henrique Vogado disse…
Qualquer dia parece um autocarro da carris, as viagens dentro da Europa.