Juntos faremos um bom 2014!



O Natal passou com as crianças e os adultos com dores de cabeça pelas prendas e a quantidade certa de filhozes e sonhos a comprar. Foi um Natal de chuva a ver os filmes de animação na televisão, a comer e a conversar. Preciso de fazer exercício.

Agora vem a passagem de ano com os programas habituais na televisão, as reportagens nos casinos e colectividades e depois as notícias com os aumentos dos bens essenciais e impostos. 

É preciso é filtrar as notícias, viver a vida, festejar com a família, procurar ajudar alguém nem que seja um acto mais simples.

Uns dias antes do Natal ia a caminhar pela Rua do Ouro, na baixa lisboeta e vi um Ford Fiesta com alguns anos, parado com os 4 piscas ligados. Um rapariga ia sozinha ao volante e não vi ninguém a ajudar. Parei ao lado do carro e perguntei-lhe se precisava de ajuda. Aprontei-me para empurrar o carro, ela ainda me perguntou como fazia para arrancar. Expliquei-lhe como deveria fazer. Comecei a empurrar, logo outro senhor ajudou e perguntou-me se se tratava de falta de gasolina. Também não sabia, mas o carro lá começou a andar. Agradeceu-me já ia longe. Senti-me bem comigo mesmo e continuei até ao Terreiro do Paço. Ainda passei pela Câmara Municipal que tinha uma exposição sobre Raúl Rêgo, finalizando com o começo do espectáculo de luzes sobre o Circo na grande Praça de Lisboa.


Bom Ano 2014 para todos!

Comentários