Desenho na proa


Um desenho na proa do barco. O local onde vão mais passageiros. Em dias de muito calor abrem a porta e corre a brisa do Tejo até à popa. Tudo a dormitar ou a jogar no telemóvel.
Curiosidade de ouvir falar em italiano de umas raparigas mais à frente e um nariz a espreitar o meu desenho. Estava todo inclinado para a direita para ver os detalhes da porta quando viro-me para a esquerda e tenho uma senhora inclinada para o meu lado a ver o que desenhava. Não disfarçou e manteve o olhar no caderno.
À saída os passageiros levantam-se antes do barco atracar e o corredor fica cheio de pessoal de pé. As italianas ficaram à espera de saír mesmo ao meu lado, enquanto acabava de desenhar e aproveitaram para espreitar também.

Comentários

hfm disse…
Gosto tanto destes desenhos com história.
Henrique Vogado disse…
Obrigado Ana Ribeiro.

Obrigado Helena, o momento fica bem descrito em desenho e em história e gosto muito de conciliar os dois.
Miú disse…
E então? Olharam, olharam... mas que disseram? Se fosse eu a olhar, teria dito que o desenho ficou bem giro, com uma perspectiva perfeita. :)
Henrique Vogado disse…
Normalmente comentam depois para eu não perceber que olharam. É raro alguém ter coragem de dizer alguma coisa a mim. Na rua já é mais fácil. Obrigado Miú.
Caro Henrique,

Não compreendi o comentário da Miú, e sobretudo a quem se destinava...
Pode esclarecer-me?
Ana Paula
Henrique Vogado disse…
Cara Ana Ribeiro, o comentário da Miú destinava-se às italianas que olharam para o meu caderno enquanto estavam ao meu lado, mas principalmente à senhora que estava ao meu lado a espreitar e não disse nada.
Já me aconteceu encontrar um rapaz que esteve a espreitar um desenho e no fim disse-me que desenhava muito bem e quis cumprimentar-me. O normal é olharem e não dizerem nada ou comentar baixinho com outra pessoa.