Uma conversa gesticulada


Mais uma vez, de pé, ao fundo do barco. Uma conversa bem animada mesmo à minha frente e a rapariga do telemóvel a sentir-se incomodada pelas mexidas do tipo do meio. Falava com energia, gesticulando no seu pequeno espaço e procurando manter os braços nas vertical para não atingir a vizinha do lado. A mulher à direita ia fazendo pequenos apontamentos na conversa.

Em segundo plano, os passageiros que esperam a abertura da porta ainda a viagem vai a meio. Se calhar para apanhar o fresco do ar condicionado que fica mesmo no tecto, naquela zona.
Encostado a um extintor, no local onde normalmente vão as bicicletas, apontei o que vi no caderno e os 20 minutos voaram. Colori em casa, de memória.

Comentários

hfm disse…
Gosto destas histórias em desenhos.
Henrique Vogado disse…
Obrigado Helena. Quando surge uma situação é sempre bom ter um caderno à mão.