Férias molhadas

Este verão não tem sido muito quente e com alguns dias mais húmidos, especialmente na zona norte de Portugal. O mês de Agosto não é um mês muito estável e tanto pode estar imenso calor como o contrário. Estes são os comentários do nosso quotidiano. Quando não há mais nada, fala-se do tempo e das férias estragadas.
Neste momento a tempestade tropical Fay, está sobre as caraíbas e cerca de 1000 portugueses estão a vê-la dos quartos de hotel em Cuba.
Sei que o mês de Agosto é o mais forte para férias, mas viajar para as caraíbas nesta altura é mesmo para quem gosta de ver tempestades ao vivo.
Todos os anos, esta é a época das tempestades e todos os anos há turistas a conhecerem bem os quartos de hotel, as salas de convívio, ler muito e jogos de tabuleiro.
Praia não há para ninguém. Não vêm bronzeados, mas cheios de adrenalina da aventura de assistir às rajadas de vento e chuva.
Pode também ser uma oportunidade para agências de viagem de aventura. Não garantem a hora e o dia de regresso.
Muitas expectativas para quem passa o ano a poupar e ansioso pelas férias nas caraíbas e depois não chega a usar o fato de banho.
Comecem a ir em Janeiro ou Fevereiro...
Nem os Jogos Olímpicos foram poupados, com as regatas a serem adiadas e os atletas pacientes pela melhoria do tempo. As provas chinesas têm sido muito instáveis e difíceis. Gustavo Lima tem mesmo que se queixar da sorte. Não esperava perder a medalha de bronze.
Há que ver o aspecto positivo. A chuva não é tão fria como no Inverno e dá para refrescar o corpo do calor de verão.

Comentários