prioridades

Escrevo este texto alguns minutos depois de Portugal ter ganho à República Checa no Europeu de Futebol. Depois de ter visto dezenas de carros à espera na estações de serviço, por uns litros de combustível, oiço agora os carros que passam a buzinar de lado para o outro, satisfeitos por mais uma vitória da nossa selecção.
É curioso como a escassez de combustível passa para segundo plano. Logo à noite o Marquês de Pombal estará cheio de carros a buzinar e de pessoas a gritar de alegria.
Nada como uma vitória para tirar a cabeça da crise e passar para o pensamento essa alegria.
Conforme o momento assim estabelecemos as nossas prioridades. O combustível está caro, mas se houver pouco, paga-se o preço que tiver de ser, para podermos continuar as nossas deslocações. Nem que seja para andar de um lado para o outro a buzinar pela selecção.
A continuar a situação, no domingo sai tudo a pé ou de bicicleta pelas ruas a comemorar a nossa quase certa passagem aos quartos-de-final, já que as ruas estarão sem carros...

Comentários