Roma

Tenho visto agora alguns episódios da excelente série "Roma" que passa nas noites da RTP2. Lembra-me das minhas férias do ano passado e a visita a edifícios e espaços da antiga Roma. Para quem como eu gosta de ver alguns espaços da época romana em Portugal, em Roma é como se fôssemos visitar a fábrica de onde saiu tudo.
O pior vem quando nos fartamos de ver imensos artefactos. São mais umas termas, um pedaço de um teatro... Mas vale a pena e tem de ser visitas com a mente aberta de modo a apreciar as coisas simples.
Com o calor de verão vale a pena visitar locais que estejam à sombra ou debaixo da terra. E apreciar as belas praças à noite.
Os turistas são um rebanho de carneiros. Quando visitava estas ruínas de manhã, todos estavam a tentar visitar o Coliseu. De manhã vai tudo ao principal. Há que visitar os locais mais simples e sossegados e deixar o Coliseu para o final da tarde, quando faz menos calor e está muito menos gente. Porque procuram todos ir directamente ao clímax do espectáculo. Depois de ver o Coliseu tudo o resto vai parecer mais pequeno e insignificante. Por isso, há que deixar o melhor para o fim e fugir dos "rebanhos".
Recomendo uma visita às Catacumbas da Via Apia (frescas e excelentes para as tardes quentes) e depois visitar o Vaticano. Ver como se deu o desenvolvimento da religião cristã, desde as primeiras missas a 30m de profundidade até à maior basílica do mundo. Outro aviso - observem mais com os olhos e não através de uma lente da máquina digital.

Comentários